#PRATODOSVEREM! PORQUE, #PRACEGOVER É RESTRITIVO E NÃO CONTEMPLA A REALIDADE

Submitted by Diniz on dom, 06/04/2017 - 14:47

A Hashtag #PraCegoVer foi criada pela professora e especialista em educação  especial na perspectiva da educação inclusiva, Patrícia Braille, com a meta  de produzir conteúdo imagético acessível para Facebook e para a web em geral.

O objetivo era o de atrair os leigos  para a atividade e ainda tirar os que  já trabalham com a temática da deficiência visual, incluindo pessoas cegas  e com baixa visão, de suas respectivas zonas de conforto e convocá-los a  assumirem seus postos de produtores de acessibilidade.

Ao utilizar a palavra "cego", a intenção era também dar visibilidade à essa  temática, atraindo as pessoas sobre a importância de se descrever as  imagens para que todos pudessem ter acesso.

A ideia foi muitíssimo bem recebida pelas pessoas com deficiência e  profissionais da área. Audiodescritores amadores e profissionais e pessoas  em geral, passaram a contribuir com o envio de imagens e suas respectivas descrições utilizando a citada Hashtag.

Para fazer uso do #PraCegoVer, basta que na publicação, após inserir a  legenda da imagem, o usuário adicione o #PraCegoVer e faça uma descrição da  imagem, primeiro dizendo do que se trata e, em seguida, descrevendo o que  contém na foto seguindo a sequência da escrita e leitura ocidental, ou  seja, da esquerda para direita e de cima para baixo.

Com isso, o usuário cego ou com baixa visão pode compreender o que a imagem  exibe, uma vez que, ao fazer uso de softwares leitores de tela, o conteúdo  textual é lido por meio de uma voz sintetizada e a pessoa pode ouvir o que  foi anteriormente descrito.

A despeito do uso do termo "cego", por muitos considerado forte e  impactante, sua utilização sempre foi muitíssimo bem aceita pelo seguimento  das pessoas com deficiência visual, uma vez que, em que pese o valor  histórico e inusitado da expressão, a aceitação dessa característica é  consolidada pela imensa maioria dessas pessoas.

Ocorre que o público que utiliza o recurso da descrição textual de imagens,  compreende um grupo de pessoas para muito além dos cegos. A descrição de  imagens também é extremamente útil para pessoas com baixa visão, usuárias  ou não de leitores de tela. Outros grupos também são beneficiados, como  disléxicos, pessoas com deficiência intelectual, autistas, com déficite de  atenção, idosos e todos aqueles que, por alguma razão, apresentam qualquer  dificuldade para receber plenamente o conteúdo de uma imagem.

Nesse sentido, restringir a Hashtag à terminologia "cego", exclui uma ampla  gama de pessoas que também são alvo desse importantíssimo recurso de  acessibilidade comunicacional, qual seja, a tradução de imagens em palavras.

Por conta disso e também considerando o entendimento de que a  acessibilidade só é acessibilidade se alcançar a todos, algumas outras  propostas de Hashtag estão sendo discutidas, tais como #PRATODOSVEREM e  #PRATODOMUNDOVER.

Entre nessa você também! Se já usa o #PraCegoVer na descrição de suas  imagens, substitua por #PRATODOSVEREM. Se ainda não usa, comece agora.  #PRATODOSVEREM contempla a todos e é acessibilidade de verdade!